As principais alterações fisiológicas causadas pelo envelhecimento

Notícia



O envelhecimento é um processo na vida de todo ser humano que não pode ser interrompido. Na verdade, estamos envelhecendo desde o nosso primeiro dia de vida, e nosso corpo, ao longo dos anos, passa por uma série de alterações causadas por esse amadurecimento. E quais são as principais mudanças fisiológicas que ocorrem nesse processo?
 

Após os 25 anos, nosso corpo começa um processo extenso que beneficia o ganho de gordura e a perda de massa muscular. Uma vida equilibrada, com uma alimentação saudável e a prática diária de exercícios físicos, pode ajudar a retardar esses efeitos e torná-los menos intensos.
 

Ao longo de nosso envelhecimento, nosso cérebro sofre uma série de alterações, inclusive a perda de massa encefálica e a diminuição do fluxo sanguíneo. Por isso, é comum sofrermos modificações em nosso equilíbrio, em nossa memória e no processo de aprendizagem.
 

Além do cérebro, outros órgãos passam a sofrer alterações, como o estômago e o fígado, que têm suas capacidades alteradas. O estômago passa a produzir menos ácido clorídrico, o que gera dificuldade na absorção de vitamina B12, ácido fólico, cálcio, ferro e zinco.
 

Além disso, idosos passam a sofrer com quadros frequentes de constipação, o que se deve ao fato de a estrutura de nosso intestino mudar de tamanho, retardando o processo de excreção de substâncias.
Sofremos também alterações ósseas e articulares que causam um afinamento de nossas cartilagens, deixam a nossa coluna um pouco mais curvada e os discos intervertebrais mais compridos. Por isso, temos aquela sensação de que as pessoas diminuem de tamanho conforme vão envelhecendo.

 

Além disso, os idosos sofrem com a redução da densidade óssea, o que pode acarretar um quadro de osteoporose. Assim, é muito importante que, ao longo dos anos, cultivemos uma vida saudável, com a ingestão adequada de cálcio e minerais, para que, em nossa velhice, soframos menos com os efeitos do tempo.
 

Pós-graduação em Fisiologia Humana Aplicada às Ciências da Saúde
 

A fisiologia é, sem dúvida, a base para o bom entendimento das demais ciências ligadas à área da saúde. A prescrição de dietas e medicamentos, bem como a prescrição de exercícios baseiam-se na fisiologia. 

Contudo, entre as diversas abordagens existentes sobre fisiologia humana, não há registros de uma abordagem aprofundada em nível de pós-graduação dessa área de suma importância para a formação do profissional da área da saúde. Dessa maneira, o curso de pós-graduação em Fisiologia Humana objetiva abordar os sistemas funcionais do corpo humano, desde a fisiologia da célula até as diferenças entre gêneros masculino e feminino, bem como proporcionar uma abordagem integrada dos processos fisiológicos, do início do desenvolvimento humano até o envelhecimento.

O curso de Pós-Graduação em Fisiologia Humana Aplicada às Ciências da Saúde tem como objetivo proporcionar uma melhor qualidade técnico-científica do profissional da saúde em sua área de atuação, capacitando-o a utilizar os conceitos de fisiologia na sua prática profissional.
Saiba mais sobre o curso: https://bit.ly/3tWuzJ7


 

Outras notícias

Veja também


09 Jun 2021

Por que a meditação e a psicologia podem ser grandes ferramentas para a saúde mental?

Estamos vivendo uma geração que está cada vez mais em busca de uma melhor qualidade…

20 Mai 2021

Por que o brincar é tão importante para o aprendizado infantil?

Muitos pais subestimam o poder das brincadeiras no desenvolvimento infantil e acreditam que esse tipo…